Categorias
Uncategorized

Quando a frustração acontece no trabalho?

Gostaria hoje de falar para aqueles profissionais que estão frustrados por escolher uma profissão e esta não atender mais suas expectativas.

Primeiramente deve-se entender porque escolheu esta profissão. Há diversos fatores desta escolha como: seus pais são da mesma área, viu alguém fazendo algo e queria fazer igual, porque dá dinheiro, é glamoroso, é bonito fazer isso, porque tem facilidade para fazer algo, influência ou pressão social, porque era mais fácil entrar na universidade numa área, dentre muito outros.

Se você escolheu sua profissão por causa de pressão social, influência dos pais ou porque dá dinheiro é comum que com o passar do tempo, mesmo obtendo um certo “sucesso” na área, poderá te frustrar pois realmente você não tomou a decisão baseado na sua essência, ou seja, não fará você feliz nesta carreira pois não é compatível com os seus reais interesses.

Muitas pessoas escolhem a profissão baseado numa necessidade atual que poderá ser, por exemplo, ganhar dinheiro mais rápido pois sua família enfrenta dificuldades, facilidade  de trabalhar em algum setor pois os pais ou amigos já oferecem trabalho imediato, porque na sua cidade tem mais vagas para tal profissão etc. Mas com o passar o tempo, depois que foi satisfeito alguma necessidades todo ser humano busca a realização e assim que descobre que mesmo uma profissão escolhida que satisfaça alguns desejos pontuais não trará uma realização e felicidade constante na carreira.

Um exemplo deste fato é, por exemplo, um filho de um grande empresário que é influenciado pelos pais a suceder seu cargo mas o filho não gosta do mundo empresarial e quer ser um artista, um cantor. Por pressão familiar e social ele acaba comandando a empresa do pai e viverá infeliz. Por um certo tempo poderá até gostar deste mundo mas no fundo se sentirá frustrado e pode não conseguir mais sair deste ciclo pois seu trabalho influenciará a vida de muita gente sendo difícil largar tudo.

Há pessoas também que escolheram sua profissão de forma consciente, pesquisaram, foram atrás, conversaram com outros profissionais, etc, não que tudo isso seja necessário mas, no início da carreira estavam felizes por estar trabalhando com o que gosta. Contudo, com o passar dos anos, podem notar que não estão mais satisfeitos por diversos fatores como: cresceu muito rápido na área e não tem mais desafios, não tem mais emoção ao realizar o trabalho se tornou mecânico e automático, não tem o reconhecimento como achou que teria, não é mais tão glamoroso como sempre achou, o trabalho afeta negativamente sua saúde, teve que abrir mão de muitas coisas para poder exercer a profissão, é contra suas crenças, entre muitos outros.

O que fazer nesta situação?
Primeiramente é necessário avaliar o porque de não ter mais realização na profissão. Depois procurar entender se poderia mudar de área dentro do mesmo setor e ter assim mais realização profissional. Se realmente não interessa mais o setor é necessário entender realmente quais são seus novos interesses, porque tal profissão, que tem interesse de exercer, vai te trazer mais realização e felicidade na carreira. Quanto mais experiência de vida mais fácil será esta nova escolha mas talvez mais difícil será a mudança pois envolve muitos fatores como dinheiro, família, status social, novas amizades, etc.

Definido a profissão que será melhor para você é necessário traçar um plano para a mudança. Algumas perguntas para te ajudar:

– O quanto você se importa com seu novo rendimento numa nova profissão? Você aceita receber menos ou mudará de profissão só quando atingir o mesmo rendimento ou mais da profissão atual?
– Quanto esta nova profissão influenciará sua família, será positivo? Se não, o que você pode fazer para ajudar a todos ao seu redor se adaptar a esta mudança?
– Quanto tempo você levará para obter novas habilidades e competências para mudar para outra profissão?
– Quanto de energia vai te consumir para começar este novo projeto?
– O que você irá perder e ganhar em todos setores da sua vida fazendo esta mudança?
– Quais são os passos para esta mudança?
– Os motivos desta mudança são concretos ou é apenas uma fantasia?

Um processo de Coaching pode te ajudar a responder estas questões, entre outras, e te ajudar a traçar uma estratégia coerente e realista para esta mudança.