Categorias
Uncategorized

A esperança move o mundo

Eu gostaria de lhe mostrar como a esperança move o mundo, nossas ações são voltadas para a busca da felicidade através da esperança de acontecer algo ou continuar acontecendo.

Vou contar sobre mim para dar exemplos reais: hoje eu moro em São Paulo capital e vim de uma cidade muito pequena do interior de Minas Gerais chamada Leopoldina. Estou desde 2005 morando aqui e minha vida está estabelecida e provavelmente não voltarei mais a morar lá. Quando eu tinha 18 anos eu tinha o objetivo de fazer uma faculdade na esperança de ter um bom conhecimento, para assim conseguir trabalhar numa boa empresa com bom salário. Como na minha cidade só havia faculdade particular, minha família não tinha dinheiro para pagar, eu procurei emprego em Juiz de Fora – MG para poder morar lá e tentar entrar numa faculdade federal ou então ter dinheiro para pagar uma faculdade particular, não consegui emprego lá. Consegui um emprego em Leopoldina para dar aula de informática, mas o dinheiro não era suficiente para eu poder pagar uma faculdade. Mas eu não parei, eu queria algo a mais, eu tinha um grande sonho de poder trabalhar com computação gráfica 3D e continuei este sonho estudando pela internet que naquela época era discada, extremamente lenta, talvez se você tem mais de 30 anos deve lembrar disso. Qual era a grande esperança naquele momento? Era que alguém na internet visse o meu trabalho e contratasse como freelancer ou alguma empresa me contratasse, como queria muito trabalhar com isso, eu iria para qualquer cidade do país para viver o meu sonho.

Perceba que sempre tomamos atitudes baseado na esperança de conseguir alguma coisa, eu estudava freneticamente pela internet de madrugada para pagar menos pulsos de telefone, baixava documentos, arquivos, softwares, tudo para poder estudar computação gráfica 3D durante mais de 10 horas por dia e depois de um ano consegui um estágio em São Paulo, vim trabalhar numa pequena empresa e ganhava muito pouco. Já era um grande começo, eu tinha um emprego e agora próxima esperança era conseguir ter dinheiro suficiente para alugar um local decente, pois eu morava no trabalho e isso não era muito cômodo para mim, totalmente desconfortável, dormia no chão, não tinha estrutura nenhuma e assim a saúde foi perdendo ao longo dos primeiros meses. Trabalhei arduamente para poder crescer nessa área, fazendo portfólio melhor, melhorando meu currículo, para eu poder depois crescer em outras empresas que poderiam pagar mais, não vou contar detalhes, pois não é o caso neste artigo, mas o fato é que eu estudava muito mesmo diariamente até depois do trabalho e finais de semana, uma grande esperança de ter uma vida melhor.

Depois eu fui para uma outra empresa e comecei a ter um salário melhor, assim eu comprei meus primeiros móveis e consegui morar num lugar decente desta vez. Sempre com aquela esperança de ter uma vida mais segura, confortável e agora poder me divertir, porque a vida não é só trabalhar, ainda bem que consegui isso em poucos anos. Meu grande objetivo era ter o meu apartamento com conforto, eu consegui.

Também queria ter um carro, pois minha mãe e meu pai nunca tiveram, somente o meu avô e eu achava quando criança muito bacana poder dirigir vendo meu avô me levando para passear, e assim eu conquistei o meu primeiro carro e consegui levar os meus amigos e minha namorada para praia e isso me fez muito feliz naquele momento.

No momento que eu comecei a ter uma renda melhor eu comecei observar possibilidades de viajar para o exterior, que era também o meu sonho na época, e assim depois de três anos de trabalho começando do zero em São Paulo, eu conseguia fazer uma bela viagem para Europa, para muitas pessoas isso é muito normal, mas começar numa empresa pequena em São Paulo e depois crescer em várias outras empresas começando lá de baixo, sem família por perto, morando sozinho, para mim foi uma grande conquista, como eu disse, o que nos move é aquela grande esperança de realizar o nossos sonhos.

Qual seria o próximo objetivo?

Eu queria crescer ainda mais, procurei outros trabalhos que pudesse pagar mais e fazer maiores projetos, mas eu não conseguia, pode ser porque eu não tinha ainda portfólio suficiente ou uma grande experiência na carreira.

Percebi, que eu investindo naquela área, eu não conseguiria atingir os meus objetivos financeiros e um tipo de vida saudável que eu gostaria, porque trabalhar com publicidade era uma vida que não tinha hora, trabalhar todos os dias e na madrugada era muito comum, não quer dizer que hoje um empresário não faça isso, mas para minha empresa eu acho que é um patrimônio meu e eu faço isso com muito prazer hoje sem pensar duas vezes.

Agora eu queria mais, qual eram os próximos passos? E veio lá do fundo da minha mente, um desejo de adolescente, que era construir uma empresa, na esperança de ter uma vida ainda melhor, porque os gastos em São Paulo são muito altos para ter uma vida boa, não digo riqueza mas uma vida de classe média em São Paulo não é muito barato.

Veja que interessante, quando eu trabalhava com publicidade e eu não tinha tempo para nada, ainda assim eu fiz uma faculdade porque eu acreditava que isso poderia me trazer algo para o futuro e valeu muito a pena, apesar de eu ter estudado administração, que não usava naquele momento para a computação gráfica, hoje eu dependo totalmente deste conhecimento para funcionar a minha empresa.

Com aquela visão de ter uma vida mais saudável e com muito mais estrutura e recursos, iniciou-se a esperança de ter uma boa empresa lucrativa. E aí começaram os problemas, geralmente subestimamos as coisas que temos que fazer para atingirmos certos objetivos.

Comecei a estudar vendas, negociação, empreendedores, mentorias e com aquela base de administração feita na faculdade, eu iniciei o negócio que estou até hoje chamado Grupo Maximuns, comecei fazendo Coaching, era 2011, para pessoas a área de publicidade, depois eu fui ampliando para várias outras áreas, até atingir executivos e empresários, então comecei a dar treinamentos empresariais e depois consultoria empresarial.

Ao longo deste tempo, qual era o meu objetivo? Primeiramente era ter dinheiro suficiente para não trabalhar mais com computação gráfica, após esse objetivo alcançado, era estabilizar as contas da empresa, os relacionamentos empresariais e com os clientes, para ter uma vida empresarial e pessoal mais estável.

Note-se que sempre há uma esperança da próxima etapa. Quando você atingir um objetivo, pode querer outro imediatamente ou então neste processo de atingir uma etapa você já está pensando numa próxima muito distante.

Também temos objetivos a longo prazo, estes objetivos tem geralmente uma esperança emocional futura, o que quer dizer isso? Significa que ao longo de muitos anos você acredita que vai querer viver de uma certa maneira, ou seja, imagine que daqui a 10 anos você estará muito feliz vendo toda a estrutura que você criou ao seu redor que pode significar bens materiais e também sua família. Para atingir esse objetivo pode ser que você tenha que fazer diversas coisas neste momento, como por exemplo: ter mais conhecimento e estudo, Ter uma nova faculdade ou pós-graduação, ter novos parceiros de negócio, novas amizades, fazer novos negócios, criar um network melhor, melhorar o seu currículo, entre diversas coisas para seu futuro melhor, acreditando que naquele momento você vai se sentir feliz futuramente.

Assim que ocorre a esperança, nos movemos por ela, fazemos algo hoje, porque um dia queremos chegar até certo ponto. Acredito que isso é muito saudável, devemos partir para o nosso objetivo para viver intensamente, não fazer nada agora você decidiu não ter uma vida boa vida futura, você decidiu viver do acaso e mesmo que você não consiga completamente aquilo que desejou, planejar te dará muito mais resultado do que viver a vida sem nenhuma meta ou planejamento.

E olhando para o lado ainda maior, nós temos a esperança como brasileiros de viver num país muito melhor ao longo dos anos, deixarmos algo para nossos filhos e netos, deixar o nosso legado, a nossa marca registrada, neste país que precisa muito de melhorias. Devemos ter sim uma grande esperança de melhoria, não só para nossas vidas, mas também para os nossos vizinhos, o nosso bairro e mesmo que você tenha uma vida excepcional, pense que poderemos futuramente ter uma sociedade muito melhor, com melhores oportunidades, com mais educação, com mais saúde, com mais segurança, para assim podermos viver com paz, tranquilidade, abundância e progredir como está escrito em nossa bandeira: Ordem e Progresso.

Categorias
Uncategorized

A meta de fracassar dos empresários

Ao longo de quase 20 anos de trabalho conheci centenas de empresários. Hoje convivo com muitos deles e trabalho também com muitos aqui na consultoria Grupo Maximuns.

Descobri uma coisa muito interessante sobre a vida dos empresários: muitos fazem de tudo para fracassar, tem um planejamento estratégico perfeito para dar tudo errado, quebrar a sua empresa, perder a sua saúde, acabar com sua família e cair em depressão.

Porque isso acontece? Identifiquei alguns motivos:

Empresas familiares em que não há boas regras.

Há muitas vantagens e desvantagens de ter uma empresa familiar, mas o problema que mais vejo é a falta de regras na gestão do dia a dia. Pequenas empresas costumam não ter uma gestão financeira correta: não sabem precificar, não entendem fluxo de caixa, qualquer pessoa da família tira dinheiro do caixa ou usa cartão de crédito da empresa sem computar os gastos. Assim, não sabem quanto vendeu, quanto gastou, não sabem quanto custa um projeto ou se é a hora certa de comprar uma máquina. Não entendem de linha de crédito, planejamento financeiro, projeção financeira e muitas vezes não há nem uma planilha para calcular o básico.

Outro fato comum é algum familiar saquear a empresa, ou seja, por comodidade, retira o dinheiro da empresa mais do que deveria mesmo a empresa não sendo tão lucrativa quanto antes. Isso acontece porque construiu uma vida em um padrão alto e não consegue imaginar diminuir este padrão.

Não tem uma mentalidade de empresário de sucesso, assim acaba com seu dinheiro, entrando em dívidas, quebrando a empresa, reclamando do país ou de seu setor em crise. Muitos pensam que é normal, porque seus amigos empresários também quebraram; está “todo mundo quebrado”, dizem. Mas na verdade, é apenas falta de uma gestão eficiente.

Apesar desses fatos serem mais comuns em pequenas empresas, acontece muito nas médias empresas também. O rombo financeiro acaba sendo muito maior porque a ilusão financeira é também é maior quando empresários veem milhões girando em suas contas. Percebo que empresários perdem a noção deste movimento e não determinam seus salários ou a distribuição de lucros corretamente, com isso retiram dinheiro da empresa descontroladamente, sem critério, afinal de contas “já que sou um empresário cheio de dinheiro na conta eu posso comprar carros para todos os filhos que fizeram 18 anos, ter carro do ano, ter casa na praia. Afinal de contas, todos meus amigos têm tudo isso”! Mal sabem eles que muitos ficarão ou estão endividados, vivendo uma vida que não podem pagar.

Quase sempre há um marido, esposa, filho ou agregados numa empresa familiar tomando dinheiro da empresa, seja porque retira dinheiro sem poder ou por ser ineficiente causando um custo maior na empresa. E quem vai demitir um marido ou esposa da função? Quem vai tirar o filho da empresa? Coitadinho, ele não vai conseguir emprego ganhando o mesmo. Ou então, ele precisa aprender a trabalhar na empresa da família porque um dia será dele. O grande problema do filho ineficiente é que causa um grande prejuízo oculto na empresa e ainda o filho nunca vai reconhecer que ele que é o problema afinal de contas ele estudou muito, diferente dos pais que não tem nem formação. Negócios são números e não somente sentimentos, se não fizer o que tem que ser feito a família toda não terá sua refeição amanhã.

O que é capital de giro?

Saber controlar o capital de giro é fundamental para gestão da empresa, quem não sabe lidar com isso pode ir à falência, mesmo que a operação da empresa seja lucrativa. Os juros, empréstimos, depreciações entre outros, podem destruir seu negócio. Como era fácil quando iniciou a empresa, não é? Todos queriam seu produto ou serviço, entrava dinheiro em abundância, mas agora tem estrutura maior, mais tecnologia, mais complexidade e você empresário se atualizou para tudo isso? Já fui em empresas que não usam nem computador, fazem as contas no papel e quando o gerente do banco liga pedindo dinheiro dão um jeitinho para resolver a situação e assim vão se passando 30 anos até que os filhos pegam o negócio já problemático e os pais querem aposentar bem, afinal de contas “já sofreram muito na vida”.

Capital de giro não é dinheiro para pagar as mordomias do empresário, não é para pagar o feriadão numa pousada na praia com a família dando desculpas que você merece só porque trabalha 15 horas por dia. Retirar seu capital de giro é o mesmo que você tirar as rodas do seu carro para vender, pegar o dinheiro e tentar viajar com seu carro.

Problemas na sucessão

O maior problema de uma empresa familiar é a sucessão, tema complexo que também trabalho hoje em dia. Além de muitas empresas não terem regras claras, acontece muito nas sucessões os filhos ou parentes não terem perfil comportamental ou conhecimentos suficientes para poder continuar a administração da empresa. O grande problema é explicar para o filho, por exemplo, que ele não tem capacidade de gerir a empresa. Coitadinho, estudou nas melhores escolas, fez intercâmbio, fala 3 línguas, mas não sabe ter atitude, discernimento para tomada de decisão e ficar na frente de uma loja vendendo, porque acha que já que estudou demais e precisa ficar na própria sala com ar condicionado, jamais ir na produção ou vender algo, porque tem que somente trabalhar na parte estratégica da empresa, não é?

Sou Líder?

Já atendi clientes em que o problema na empresa era somente liderança e gestão de pessoas. Quando você empresário criou sua empresa com 2 funcionários era uma bagunça, todos faziam de tudo, até seu filho quando criança ajudava em alguma coisa e se divertia. Mas agora com dezenas de funcionários tudo mudou, as coisas não funcionam mais no grito, a maioria das pessoas querem uma função determinada, plano de carreira, treinamentos, reconhecimento, autonomia, boa liderança e você que sofreu tanto para desenvolver este negócio acha que as pessoas vivem numa ilusão e são moles demais, porque você trabalhava 20 horas por dia e seu funcionário só trabalha bem se tiver internet com fibra ótica.

Não vou detalhar neste artigo sobre gestão de pessoas e liderança, mas posso te garantir que a sociedade muda numa velocidade tão grande quanto a produção dos seus serviços ou produtos mudam. Então porque você investe em máquinas ou processos novos para ser sempre competitivo no mercado e não investe no seu conhecimento em liderança e gestão de pessoas? Você acha mesmo que não precisa? É quando você observa a produtividade baixa e turnover alto. Liderança é o óleo de sua máquina, se não há, pode até funcionar por um tempo, mas vai dar problema a longo prazo.

E os investimentos

Só porque você consertava bem computador dos seus amigos na sua casa não significa que vai ter uma empresa de sucesso. Costumo dizer que para melhorar uma empresa você precisa de tempo ou dinheiro, ou os dois ao mesmo tempo. Há situações em que é só melhorar os processos que a empresa se torna lucrativa, outras situações somente com dinheiro para, por exemplo, contratar mais pessoas para área comercial.

O grande erro dos empresários é achar que a empresa vai funcionar do mesmo jeito para sempre. Para antecipar os desafios futuros é importante manter os investimentos sempre, separar uma parte para investir em novos produtos ou serviços, conhecimentos, processos, tecnologias, máquinas, etc. Eles retrucam: aaahhh, mas eu faço assim faz anos, porque vou gastar nisso agora?

Porque o mundo mudou, a concorrência é muito maior, o conhecimento é muito mais fácil adquirir, se você não investir em todas as áreas da empresa você está fazendo tudo para quebrar e ainda há o grande perigo de investir em algo errado. Quem nunca investiu em algo errado? Todos nós! Mas devemos ter margem para queimar porque é melhor tentar várias vezes e acertar uma do que não tentar nada. Muitos empresários não investem de maneira correta na empresa, entendem que estão tirando do seu lucro líquido. Ficar esperando pode levar a empresa um dia a quebrar ou na sucessão, ver seus filhos pegarem a empresa com sérios problemas. Quantas vezes eu vi isso…

Sua empresa é uma piada

Essa é o que mais vejo. Por um certo período, que pode ser por alguns meses ou anos, a empresa foi altamente lucrativa, o empresário acumulou patrimônio, comprou imóveis, gastou muito e viveu uma vida maravilhosa achando que nunca poderia passar apertos. Mas agora a empresa não é mais tão lucrativa e para manter tudo funcionando o que fazem? Empréstimos. Os pais financiam, agiotas, vendem de patrimônio, hipoteca, dinheiro dos amigos, etc. O problema não é fazer isso, o grande problema é ter fluxo de caixa negativo. Perceber o prejuízo pode demorar anos. Exemplo: empresários com dificuldades financeiras na empresa pegam empréstimos altos na empresa. Com um pouco de fluxo de caixa negativo a cada mês, vai demorar anos para que o gerente do banco ligue falando que a empresa está devendo muito e que não pode aumentar o limite do cheque especial. Já vi empresas que não são lucrativas por mais de 10 anos! Parece que o empresário está brincando lá, afinal de contas não quer ser empregado de ninguém, então prefere enrolar suas contas por anos até que algo não deixe mais fazer isso. Nosso país não tem leis severas, o calote acontece por todos os lados mantendo essa ideia que sempre há um jeitinho para burlar dificuldades financeiras.

Não investir em marketing

Muitas empresas ainda não fazem investimento em marketing de modo eficiente, parece que é um gasto desnecessário e na crise ainda reduzem mais. Marketing para mim é como se fosse uma despesa fixa, precisa ser feito sempre. Já vi diversos negócios que não o fazem, mesmo sendo lucrativo as coisas mudam, chegam concorrências, processos novos, pessoas novas no mercado e o marketing ajuda na imagem da sua marca. É preciso sempre manter na mente das pessoas, seu produto ou serviço, atingir o público certo, entre outros diversos benefícios. Já ouvi de muitos empresários, que não adianta fazer marketing porque, já que a empresa já chegou onde está sem, porque agora vai gastar com isso?

Conexão emocional com o que ou quem não deve

Muitos empresários estão amarrados emocionalmente com alguém ou alguma coisa. Já observei casos, por exemplo:

Mas não dá para mudar daqui, esta casa é da família, o que eles vão falar de mim? Não posso fazer isso porque meu sócio vai achar que quero passar a perna nele. Não posso demitir ele porque está na empresa desde o início, coitadinho, ele não vai conseguir emprego em nenhum lugar. Este fornecedor foi muito bom para mim, continuo comprando dele mesmo mais caro porque gosto muito dele. Gosto muito deste lugar, não mudaria para pagar menos aluguel. Devo favores para ele por isso eu não posso demiti-lo. Não posso diminuir a empresa senão vão achar que sou um fracasso.

Entendo que temos conexões emocionais com as pessoas e objetos, é natural de todo ser humano normal, contudo, para uma empresa nem sempre é o melhor negócio. Não digo que devemos fazer tudo só observando números, acredito que nas empresas devem-se ter excelentes ambientes de trabalho, boa liderança, benefícios e uma estratégia lucrativa e motivadora para todos. Contudo, como os exemplos citados, destroem a empresa, funcionários perdem seus empregos e sócios se endividam.

Há diversos motivos que fazem empresários fracassarem. É importante parar por um tempo para pensar nas melhores estratégias para não perder a noção dos fatos que estão acontecendo em sua organização. A solução é ponderar suas atitudes para que aja benefícios a longo prazo. Já parou para pensar nestes pontos? Comente abaixo também o que você pensa sobre ou outros motivos!

Categorias
Uncategorized

Porque a frase “Acredite em você!” é uma furada!

Esta frase é dita por muitas pessoas que ministram palestras, treinamento e milhares de vídeo na internet você pode assistir estas bobagens e digo isso por experiências próprias e de clientes.

Acreditar em você não tem nenhuma relação com atingir algum objetivo ou conquistar sucesso. Acreditar em você não vai fazer você melhorar seu trabalho, fazer melhor um novo projeto, um novo processo, melhorar sua gestão, sua empresa, ter melhores relações com pessoas, atingir sucesso financeiro ou qualquer outra coisa.

Esta frase pode ser melhor convertida em: Continue tentando com novas estratégias e conhecimentos!

Ao longo de muitos anos para desenvolver minha empresa não acreditando em mim que ela foi se desenvolvendo, foi buscando conhecimentos, novas estratégias e tomando atitudes certas para poder crescer. O mais importante para o sucesso é que as ações que você acerta superam todas as ações erradas que você fez, ou seja, pode ser que você tomou 50 atitudes erradas mas se uma atitude superar todas essas, você terá sucesso.

Basicamente para dar certo alguma coisa eu acredito e observo nas histórias de meus clientes 3 coisas: conhecimento, estratégia e ação.
Um padrão que observo de empresários de sucesso que não estudaram muito (fizeram faculdade, cursos, etc) é porque houve em algum momento muita ação, erraram muito, bateram cabeça em todos aspectos do negócio mas por tanta insistência e errando menos cada vez mais conseguiram se desenvolver.

Por outro lado, interessante observar, que as pessoas que tem muito conhecimento e com baixa ação não chegam a lugar algum. O que adianta ter feito doutorado se você guarda ele para você? O que você faz com isso? Como você vende este conhecimento? Conheci pessoas brilhantes, com conhecimentos fenomenais que não sabem vender isso para a sociedade, tem crenças péssimos quanto a isso, é lamentável pois o mundo ganharia muito com estas mentes brilhantes de alto conhecimento.

Acredite em você! Acredite no seu pontencial! Um dia vai dar certo! É porque não chegou o momento certo! Se eu falar isso para algum cliente acredito que perco o contrato rapidamente porque isso não faz sentido lógico, só motivação não cresce empresa e ninguém. É importante ter algum motivo, propósito, para começar tomar atitudes, esta é a verdadeira motivação.

Outras pessoas têm ideias e estratégias mirabolantes, parecem que sabem de tudo, todos os passos, tudo que vai acontecer e visionários. Boas estratégias mas má execução talvez por pouco conhecimento. Percebeu a grande falha?

Em minha vida eu observo estes 3 pontos o tempo inteiro equilibrando-os para atingir meus objetivos.

– Se há muita ação sem conhecimento, vai ficar batendo cabeça durante anos para atingir seu objetivo, mas poderá conseguir pois cada vez vai errando menos.
– Se há muito conhecimento sem ação não realiza nada, o que adianta ficar estudando 20 anos se não colocou em prática tudo que aprendeu?
– Se há uma grande estratégia mas falta conhecimento ou ação, é um plano falho com falta de informações coerentes e sólida para executar com sucesso.

Interessante que observei em meus atendimentos com empresários é que todos, sem exceção, trava em algum ponto o crescimento da empresa por vários motivos como comentei acima. Meu trabalho é identificar onde está a falha e geralmente, no início do processo, me baseio nestes 3 pontos citados.

Agora parece que não faz muito sentido a frase: Acredite em você mesmo!

Categorias
Uncategorized

Colaborador não está alinhado com a empresa?

Colaborador não está alinhado com a empresa?

Há alguns anos eu estava desenvolvendo um trabalho de consultoria em uma empresa e num dado momento, o empresário exclamou:

– Não adianta você me falar que preciso demitir este funcionário, porque eu não vou! Ele é muito bom e experiente!

Eu não havia falado nada sobre isso. Não sei porque ele falou sobre este assunto, talvez houvesse algum medo de ter que o demitir. Penso, que tinha uma conexão emocional entre eles muito boa por trabalharem juntos há tantos anos.

Nesta consultoria, eu trabalhava a performance de vendas e de produção. Analisando o rendimento dos colaboradores, percebi que justamente o colaborador que o empresário gostava, estava dando prejuízo, que era pequeno naquele mês, mas a soma total do ano, era catastrófica. Houve muita resistência por parte do empresário para tomar alguma atitude, mas foi resolvido que se o colaborador fizesse o que havia sido combinado, ele receberia um bônus em seu salário. Ou seja, o salário passou a ter uma variável por performance. Antes da conversa, o colaborador achava que sempre batia as metas e que seu trabalho era excelente!  Apenas após a conversa com meu cliente, é que o colaborador compreendeu a realidade de suas ações.

Após o combinado, apesar de fazer o trabalho com qualidade, ele nunca conseguia bater a meta de quantidade necessária de entrega. Assim, seu salário diminuía, gerando pânico no colaborador, pois sua esposa não trabalhava e ele tinha muitos filhos. Reclamou bastante questionando sobre como iria pagar suas contas, ficou desesperado, chegou a falar que procuraria outro emprego.

A empresa naquele momento passava por dificuldades financeiras e teria que rever todos processos, pessoas, etc. então não poderia deixar que um colaborador não fizesse o trabalho que deveria ser feito.

O que aconteceu? O funcionário tentou procurar outro emprego, mas nenhuma empresa conseguiria pagar aquilo que ele tinha como salário fixo. Então, ele se manteve na empresa, assumiu os erros, aumentou sua dedicação ao trabalho, aceitou nosso apoio da consultoria, fizemos Coaching e Mentoring com ele e, assim, passou a ganhar um salário até maior do que ganhava antes e a empresa obteve mais lucro. Após 1 ano de trabalho, corrigindo vários aspectos como este, a empresa pagou suas dívidas e hoje está crescendo de forma sustentável.

Dicas interessantes para qualquer empresário ou gestor: siga as regras, seja profissional, tome as atitudes necessárias, dê suporte para seus os colaboradores se desenvolverem, preste atenção na performance de cada colaborador e mensure seus resultados.

Sou Daniel Moreira, diretor e fundador da consultoria empresarial Grupo Maximuns de São Paulo-SP. Acreditamos que selecionando as pessoas ideais para sua organização e treinando-as de forma correta, o sucesso será certo.

Conheça nossa Metodologia SIM para Recrutamento e Seleção, Treinamentos para sua organização e Coaching. Trabalhando em conjunto com seu departamento de RH, certamente alcançaremos uma alta performance em sua organização.

Um ótimo dia para você!

Categorias
Uncategorized

Como Contratar uma Consultoria Empresarial?

“Como contratar uma consultoria empresarial?”

Essa é uma pergunta que muitos empreendedores, e profissionais que ocupam altos cargos em empresas já se fizeram quando estavam diante de uma situação crítica ou quando precisavam tomar uma decisão importante.

Neste artigo vamos mostrar como contratar uma consultoria empresarial, qual é o momento adequado para isso, e também como funciona esse serviço que pode modificar completamente os resultados da sua empresa.

Se você sente que a sua organização pode desempenhar melhor, leia este texto até o final.

Como Funciona uma Consultoria Empresarial?

O primeiro passo, antes de contratar uma consultoria empresarial é compreender como funciona esse serviço.

Assim, com as expectativas alinhadas, você poderá tirar melhor proveito do trabalho dessa assessoria.

Claro que cada consultoria utiliza um método diferente de trabalho, mas o que todas elas possuem em comum é o foco em auxiliar o empresário a encontrar soluções dentro do seu negócio.

O que, talvez, seja um dos grandes diferenciais da consultoria empresarial é que ela abrange diversas áreas da empresa. Do financeiro ao marketing; do comercial aos processos.

É preciso deixar claro também que essa assessoria não vai assumir o seu lugar na empresa e passar a tomar suas decisões. Elas continuam suas, seu negócio continua no seu controle, a diferença é que agora você tem alguém para te ajudar a tomar as melhores decisões.

Agora, você tem alguém com experiência no assunto para te mostrar o que outras empresas já fizeram diante de situação parecida e qual foi o resultado obtido.

 Qual o Passo a Passo de Uma Consultoria Empresarial?

Aqui no Grupo Maximuns trabalhamos com uma série de processos para garantir o melhor resultado possível aos nossos clientes.

Nosso compromisso é tanto que criamos um modelo de trabalho diferenciado. Ao invés de cobrarmos por hora trabalhada, cobramos por projeto de consultoria.

Com isso, ao contratar nossa consultoria, você tem a certeza que terá 100% de nossa dedicação e auxílio pelo tempo que for necessário — sem pagar mais nada por isso.

Além disso, seguimos uma série de 8 passos que vão garantir o melhor desempenho da sua empresa durante e depois do processo. Veja agora que passos são esses:

  1. Reunião de Briefing;
  2. Resultados esperados do cliente;
  3. Apresentação como vai funcionar a consultoria;
  4. Proposta e Assinatura do Contrato;
  5. Início da consultoria empresarial;
  6. Avaliação constante dos resultados;
  7. Manutenção do que foi implementado;
  8. Relatório Final de resultados.

Cada uma dessas tarefas é de suma importância para o resultado final.

Como você pode perceber, nossa preocupação é de compreender a sua situação, traçar um mapa para chegar a um novo destino e acompanhá-lo durante todo esse caminho.

Dessa forma, se faz necessária uma avaliação constante de resultados, assim como, a manutenção do que já foi implantado.

Quais os Benefícios de Contratar uma Consultoria Empresarial?

Quando você contrata uma consultoria empresarial o seu foco, naturalmente, é aumentar seus lucros.

Esse benefício principal, no entanto, não é o único que esse direcionamento pode fazer pelo seu negócio.

Leia abaixo alguns dos benefícios de contratar uma consultoria empresarial:

  • Maior eficácia e eficiência no seu negócio;
  • Reconhecimento de pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças;
  • Ganho de produtividade em todos os setores da empresa;
  • Maior segurança empresarial;
  • Maior controle na condução dos negócios.

 

Por que Você Deve Contratar uma Consultoria Empresarial?

Motivos não faltam para você contratar uma consultoria empresarial. Os depoimentos que temos aqui no Grupo Maximuns comprovam que essa é uma das melhores escolhas que qualquer empresário pode tomar.

Essa é uma daquelas decisões que apresentam um retorno sobre o investimento impressionante e tangível.  Veja agora alguns motivos para contratar uma consultoria empresarial

Visão de Fora da Empresa

Um dos grandes motivos que fazem você contratar uma consultoria empresarial é que com esse serviço você passa a ter uma visão diferente sobre o seu negócio.

Muita gente costuma dizer que uma empresa é como se fosse um filho para o empresário ou para o funcionário que tem um bom tempo de casa.

Afinal de contas, você criou a sua empresa, a viu crescer com o passar dos anos e a fez evoluir. Ela faz parte da sua história.

Só que tem um problema em tudo isso: nem sempre conseguimos ver defeitos ou falhas em nossos filhos; nas empresas também funciona assim.

Não conseguir visualizar defeitos significa no meio empresarial não aproveitar oportunidades de aumentar os lucros, não corrigir falhas no processo e diversos outros fatores que podem estar limitando seus resultados.

Através da consultoria empresarial conseguimos identificar quais são esses defeitos ou pontos de melhorias, e também indicamos de que forma você pode alterá-los.

Conseguimos isso por que temos uma visão de fora. Além de experiência e conhecimento em diversos pontos chaves da administração de uma companhia.

A Consultoria Empresarial Te Ajuda Com Experiência

Você já teve que tomar uma decisão e se viu sozinho, sem ninguém que pudesse ajudá-lo?

Talvez, nessa situação, você tenha até perdido noites de sono.

Pode ter sido a abertura de uma nova filial, uma demissão em massa, a troca de um fornecedor ou qualquer outro dilema comum à vida empresarial.

Nesse tipo de situação não seria interessante ter ao seu lado alguém que já passou por situações parecidas várias vezes? Alguém com conhecimento no assunto e que vai te direcionar a tomar a melhor decisão?

Esse é o papel de uma consultoria empresarial que, além de estudar a fundo diversos aspectos teóricos e práticos das empresas, ainda conta com muita experiência, pois lida diariamente com empresários que precisam tomar decisões importantes.

Como Contratar uma Consultoria Empresarial?

Ao chegar até essa parte do texto, provavelmente, você já compreendeu aquilo que faz a consultoria empresarial ser tão importante para um negócio.

Agora, resta saber como escolher a empresa ideal para te auxiliar.

Existem alguns critérios que você pode levar em consideração.  O primeiro deles é a satisfação dos clientes que já foram assessorados pela consultoria.

Aqui no Grupo Maximuns temos dezenas de depoimentos de empresários que relatam mudanças impressionantes depois de nosso trabalho. Relatos como estes que você  pode ver aqui:

 

Além disso, outro fator importante é o currículo e conhecimento dos profissionais que fazem parte do negócio.  Aqui na Maximuns, por exemplo, temos vários profissionais especialistas em cada um dos aspectos importantes de sua empresa.

Assim conseguimos oferecer uma consultoria empresarial completa, e que traz grandes resultados.

Por último, outro aspecto que deve ser levado em consideração é a forma como o serviço é prestado. Opte sempre por contratar uma consultoria que cobre por projeto e não por hora.

Assim você tem a garantia de um serviço que é voltado para gerar resultados no menor tempo possível.

Se você se interessou por esses aspectos do nosso trabalho, agende agora mesmo uma ligação para conversarmos sobre como podemos ajudar a sua organização.

Ligue para (11) 4506-3220 para agendar uma reunião ou deixe seu contato no formulário abaixo que entraremos em contato:

Contact Form

* Required

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Vestibulum tempus pharetra vehicula. Aliquam pellentesque mi non scelerisque placerat.

 

 

 

Categorias
Uncategorized

Desenvolvendo a sua liderança

Um dos conceitos que mais gosto da Liderança é desenvolver pessoas para serem líderes também. O líder não tem medo que outro te supere, ele sabe que desenvolvendo pessoas só trará benefícios para todos ao seu redor e consequentimente um aumento de performance em todas as áreas do trabalho e na vida pessoal.

Um grande Líder escuta as pessoas, entendem seus valores e sabe reconhecer o talento de cada um e consegue elevar ao máximo esta grande característica. O líder quando fala é para sempre influenciar positivamente alguém, para que este performe melhor, você líder quando expressa sua opinião é para desenvolver alguém?

Você líder que não está satisfeito com o resultado da sua equipe ou time, será que você sabe realmente o que cada um sabe fazer de melhor?
Será que você usa o potencial de cada um na sua potencialidade máxima?
Você sabe o que é realmente importante para cada um de sua equipe ou time?

Alguns estudos mostram que o reconhecimento no trabalho ultrapassa até o reconhecimento financeiro, eu penso que é interessante esta pesquisa pois muitos acham que pagando mais para um funcionário, por exemplo, vai deixa-lo mais feliz.
Convido hoje ao líderes (que podem ser empresários, empreendedores, coordenadores, gestores, etc) a entender o mundo de cada membro da equipe ou time, qual motivo de estarem ali, o que traz para sua vida fazer o que faz, quais são seus objetivos, o que te faz feliz neste trabalho, como eu (o líder) poderia te ajudar a você performar sempre mais? Com estas questões pode ter certeza que você se surpreenderá com as respostas e acredite, isso pode ser feito em um café informal.

Conheça nossos treinamentos do Grupo Maximuns, clique aqui.

Categorias
Uncategorized

Tomando decisões corretas

Todos os dias você toma decisões, seja que vai afetar pouco ou muito seu destino. As decisões são baseadas em vários fatores como sua história de vida, sua identidade, seu ambiente atual, suas habilidades, capacidades, talentos, influências de pessoas, pela lógica, pela emoção entre muitos outros.
Quero chamar atenção sobre a tomada de decisão pela emoção, lógica ou razão.

Muitos defendem os dois lados, mas é fato que muitas decisões tomadas pela emoção pode não ser as melhores, como por exemplo, quando você está tenso no trabalho e fala coisas que não deveria naquele momento que pode mudar sua carreira completamente. Controlar estas emoções é fundamental para o controle da situação.

Outras pessoas acordam de mau humor e assim, influenciado por isso, tomam decisões no dia que alteram sua vida no trabalho e em relacionamentos pessoais. A dica seria, para decisões maiores, pensar sobre isso em momentos que você está bem, tranquilo, com a mente relaxada, um momento que você tem tranquilidade para analisar todos fatores positivos ou negativos sobre a decisão que irá tomar e na hora de executar está totalmente ciente que você fez a coisa certa.

Muitas pessoas, que já trabalhei, já tomaram decisões por emoção e deram certo naquele momento, mas que deixo a questão para vocês: Será que realmente ao longo da vida, tomando mais decisões por emoção do que pela razão terá um maior benefício? Pare para pensar um pouco na sua vida e lembre-se das maiores decisões, qual era seu estado emocional? Como você chegou a conclusão que precisa tomar uma decisão?

Como você tem tomado suas decisões, pela emoção ou pela razão?

Categorias
Uncategorized

Você vive pela dor ou pelo prazer?

As pessoas geralmente têm dois motivos para poder dar uma reviravolta nas suas vidas, ou elas estão sentindo muita dor ou estão sentindo muito prazer. Como seria isso?

Lembre-se de um momento da sua vida que você teve uma grande conquista, uma grande virada ou uma grande mudança. Como você estava se sentindo? Estava no fundo do poço ou estava tendo muito prazer e felicidade?

Muitas pessoas preferem chegar no fundo do poço para poder tomar a decisão certa, mudar completamente o rumo das suas vidas, fazer algo novo, fazer coisas que já deveriam serem feitas. Outras pessoas se estimulam pelo prazer, tomam decisões quando tem que tomar, saem da zona de conforto, faz diferente e conquista novos patamares.

Quantas histórias você já ouviu de pessoas que começaram grandes conquistas porque estavam no fundo do poço? Será que realmente precisa chegar nesta situação para começar a realizar algo grandioso?

Eu mesmo já passei por situações assim para conquistar muito mais mas, confesso que hoje é muito melhor realizar com prazer do que com dor.
Então a decisão é sua, você quer agir por dor ou prazer? Quer esperar cair o rendimento para tomar decisões? Vai ficar olhando para o tempo? Quanto tempo, dinheiro, saúde e felicidade você está perdendo em não tomar as decisões agora?
Faça diferente na sua vida motivado pelo prazer, este é o ideal!

Categorias
Uncategorized

Como ter mais vontade para atingir o sucesso?

De acordo com a Wikipédia vontade é:

“Vontade ou intencionalidade é a capacidade através da qual tomamos posição frente ao que nos aparece. Diante de um fato, podemos desejá-lo ou rejeitá-lo. Ante um pensamento, podemos afirmá-lo, negá-lo ou suspender o juízo.”

Podemos ir uma pouco mais longe neste conceito. A vontade é fundamental para o sucesso sem ela você não toma decisões, não vai agir e não tem resultados.
Pessoas que tem muita vontade realizam mais pois não esperam o tempo passar e partem logo para ação.

Posso dizer que vontade de fazer algo é baseado também numa motivação interna. Começa com um pensamento, por exemplo:
– Eu queria fazer…
– Quero ser…
– Quero ter…

Depois que estes pensamento vêm você pensa:

– Como eu faria isso da melhor forma?
– Qual o primeiro passo e os próximos?
– Quanto de benefício vou ter fazendo isso?

Assim você cria uma motivação e surge a vontade de ter ação.
Eu noto que muitas pessoas não têm muita vontade de fazer algo, uma grande dica neste caso seria para focar nos benefícios de ter esta ação. Pessoas de sucesso não pensam nos meios para realizar algo, eles focam no fim, nos benefícios que vão ganhar quando atingirem seus objetivos.

Ao pensar algo, foque nos benefícios, se imagine fazendo, sendo e obtendo tal objetivo, se motive e parta para ação!

Categorias
Uncategorized

Quando a frustração acontece no trabalho?

Gostaria hoje de falar para aqueles profissionais que estão frustrados por escolher uma profissão e esta não atender mais suas expectativas.

Primeiramente deve-se entender porque escolheu esta profissão. Há diversos fatores desta escolha como: seus pais são da mesma área, viu alguém fazendo algo e queria fazer igual, porque dá dinheiro, é glamoroso, é bonito fazer isso, porque tem facilidade para fazer algo, influência ou pressão social, porque era mais fácil entrar na universidade numa área, dentre muito outros.

Se você escolheu sua profissão por causa de pressão social, influência dos pais ou porque dá dinheiro é comum que com o passar do tempo, mesmo obtendo um certo “sucesso” na área, poderá te frustrar pois realmente você não tomou a decisão baseado na sua essência, ou seja, não fará você feliz nesta carreira pois não é compatível com os seus reais interesses.

Muitas pessoas escolhem a profissão baseado numa necessidade atual que poderá ser, por exemplo, ganhar dinheiro mais rápido pois sua família enfrenta dificuldades, facilidade  de trabalhar em algum setor pois os pais ou amigos já oferecem trabalho imediato, porque na sua cidade tem mais vagas para tal profissão etc. Mas com o passar o tempo, depois que foi satisfeito alguma necessidades todo ser humano busca a realização e assim que descobre que mesmo uma profissão escolhida que satisfaça alguns desejos pontuais não trará uma realização e felicidade constante na carreira.

Um exemplo deste fato é, por exemplo, um filho de um grande empresário que é influenciado pelos pais a suceder seu cargo mas o filho não gosta do mundo empresarial e quer ser um artista, um cantor. Por pressão familiar e social ele acaba comandando a empresa do pai e viverá infeliz. Por um certo tempo poderá até gostar deste mundo mas no fundo se sentirá frustrado e pode não conseguir mais sair deste ciclo pois seu trabalho influenciará a vida de muita gente sendo difícil largar tudo.

Há pessoas também que escolheram sua profissão de forma consciente, pesquisaram, foram atrás, conversaram com outros profissionais, etc, não que tudo isso seja necessário mas, no início da carreira estavam felizes por estar trabalhando com o que gosta. Contudo, com o passar dos anos, podem notar que não estão mais satisfeitos por diversos fatores como: cresceu muito rápido na área e não tem mais desafios, não tem mais emoção ao realizar o trabalho se tornou mecânico e automático, não tem o reconhecimento como achou que teria, não é mais tão glamoroso como sempre achou, o trabalho afeta negativamente sua saúde, teve que abrir mão de muitas coisas para poder exercer a profissão, é contra suas crenças, entre muitos outros.

O que fazer nesta situação?
Primeiramente é necessário avaliar o porque de não ter mais realização na profissão. Depois procurar entender se poderia mudar de área dentro do mesmo setor e ter assim mais realização profissional. Se realmente não interessa mais o setor é necessário entender realmente quais são seus novos interesses, porque tal profissão, que tem interesse de exercer, vai te trazer mais realização e felicidade na carreira. Quanto mais experiência de vida mais fácil será esta nova escolha mas talvez mais difícil será a mudança pois envolve muitos fatores como dinheiro, família, status social, novas amizades, etc.

Definido a profissão que será melhor para você é necessário traçar um plano para a mudança. Algumas perguntas para te ajudar:

– O quanto você se importa com seu novo rendimento numa nova profissão? Você aceita receber menos ou mudará de profissão só quando atingir o mesmo rendimento ou mais da profissão atual?
– Quanto esta nova profissão influenciará sua família, será positivo? Se não, o que você pode fazer para ajudar a todos ao seu redor se adaptar a esta mudança?
– Quanto tempo você levará para obter novas habilidades e competências para mudar para outra profissão?
– Quanto de energia vai te consumir para começar este novo projeto?
– O que você irá perder e ganhar em todos setores da sua vida fazendo esta mudança?
– Quais são os passos para esta mudança?
– Os motivos desta mudança são concretos ou é apenas uma fantasia?

Um processo de Coaching pode te ajudar a responder estas questões, entre outras, e te ajudar a traçar uma estratégia coerente e realista para esta mudança.